Resenha: Academia de Princesas, por Shannon Hale

sexta-feira, junho 05, 2015

      Academia de Princesas

Miri é uma garotinha pequena demais para ter catorze anos. Ela, o pai e a irmã moram em Monte Eskel, um povoado em que todos vivem do trabalho na pedreira. A rotina deles é drasticamente modificada quando o mandatário-mor de Danland chega com o anúncio de que, segundo os augúrios dos padres, a nova princesa seria um dentre as garotas de 12 a 17 anos daquele lugar. Essas meninas então deveriam passar um ano em treinamento com a tutora Olana, aprendendo como se portar, dançar, conversar (?) e um pouco sobre a história de Danland. Depois de se tornarem ladies, as garotas receberiam a visita do príncipe e ele escolheria uma delas para ser sua companheira. Mesmo com a expectativa de um futuro longe da pedreira ec dos invernos rigorosos e sem comida, tornar-se a princesa pode ser uma tarefa mais difícil do que parece. 


Antes de começar a resenha, tenho dois pontos a tratar:

1) Por que o cara que sempre tem que escolher uma princesa? Eu hein, como se a guria estivesse numa vitrine. OLHA AQUI QUERIDINHOOOS... Olha, eu só perdoo esses livros, porque eles tratam de uma sociedade extremamente antiquada. Apenas.

2) Por favor, me digam que não fui só eu quem achou esse livro extremamente parecido com A Seleção?

De todos que devem trabalhar na pedreira, Miri é a única que não tem permissão. Ela se sente inútil por saber que poderia estar ajudando a família, mas seu pai não aceita. Inconformada, ela tenta ajudar da melhor maneira que pode, enquanto os outros habitantes exploram as pedras  de cantaria que são trocadas com os comerciantes por mantimentos para o inverno. 
"Jamais hesite se você souber que está certa."

Quando as meninas são recrutadas pelo rei, a comunidade sente a falta que quase 20 meninas podem fazer no trabalho e tudo começa a ficar muito mais difícil. No castelo, as coisas não saem por menos. As meninas se deparam com Olana, uma mulher que não acredita na capacidade dela de se tornarem ladies e as trata de maneira extremamente grosseira. Apesar disso, Miri fica encantada com a história de Danland e com a ideia de seu povo ser muito mais do que aqueles que fornecem pedras da cantaria para a Planície. 

O problema é que mesmo sabendo que tem grande potencial para ser escolhida, Miri fica dividida entre o quase-desejo de ser princesa e a vontade de voltar para Monte Eskel e ajudar o pai e a irmã, além de ficar ao lado de Peder, seu melhor amigo que ela quer que venha ser mais que isso. 

Preciso explicar as semelhanças com a série de Kiera Cass? Acho que não, né? Mas apesar de ser bem parecidos, Academia de Princesas é voltado para o público infanto-juvenil (inclusive, eu o tinha comprado para minha irmã mais nova) e, portanto, tem uma narrativa mais leve. Não, ele também não é como O Diário da Princesa, é uma leitura muito menos dramática e uma ótima opção pra quem quer ler algo rápido e com ensinamentos interessantes. Nada de outro mundo ou inesperado. Afinal, como eu disse, é um livro infanto-juvenil, né?

Ah! Me adiciona/segue no skoob! Beijo! 

Veja também!

12 comentários

  1. Hello!
    Nossa! Totalmente parecido com a Seleção! So faltava a capa ser igual...
    E tb concordo com vc... Como assim q o cara q tem q escolher.... Afff! Tb fico revolvada com certas coisas.
    A capa é fofinha, e tinha pensando mesmo no diário da princesa, que eu amo.
    Acho q vou recomendar pra uma amiga q tem filhas ja e estao gostando de ler ultimamente.
    Bjuuus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí! É uma ótima indicação!
      Beijo! ♥

      Excluir
  2. Feito no comentário a cima, esse livro se parece muito com o livro ''A Seleção da Kiera Cass''. Mas tambem me lembrou um filme da barbie (escola de princesas).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que você tem razão? Hahahaha
      Beijo! ♥

      Excluir
  3. Ah, eu gosto de livros com a temática de princesas, acho que é porque gosto de contos de fadas e afins =)
    Mas ainda não li A Seleção então não tenho como comparar muito. Deve ser um livro juvenil bacaninha pra ler e passar a tarde.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa bem parecido mesmo. Mas vai que é coincidência kkkkkk pode ter acontecido. E de todo jeito eu curto essas histórinhas e por isso pretendo ler. Quero saber agora se ela vai ficar com o príncipe ou com o amiguinho.

    Inquietudes Secretas

    ResponderExcluir
  5. Olha tenho esse livro na minha lista faz tempo também. Amo os livros da Seleção, provavelmente vou gostar desse curto a temática de princesas. Eu não sei não tenho problema com isso do príncipe escolher porém gosto do Kiera fez no livro A Herdeira, com uma seleção de homens kkkkkkk, talvez mais autores deviam se inspirar mais.

    De qualquer maneira esse livro foi publicado em 2005 então seria mais A Seleção que parece com ele, contudo a Kiera já disse q se inspirou na história de Esther da bíblia kkkkkkk então acredito que foi só coincidência mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Olha tenho esse livro na minha lista faz tempo também. Amo os livros da Seleção, provavelmente vou gostar desse curto a temática de princesas. Eu não sei não tenho problema com isso do príncipe escolher porém gosto do Kiera fez no livro A Herdeira, com uma seleção de homens kkkkkkk, talvez mais autores deviam se inspirar mais.

    De qualquer maneira esse livro foi publicado em 2005 então seria mais A Seleção que parece com ele, contudo a Kiera já disse q se inspirou na história de Esther da bíblia kkkkkkk então acredito que foi só coincidência mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Olha, eu gosto bastante do gênero princesas e tudo mais, mas devido a semelhança extrema com "A Seleção" acho que vou passar este livro, hahaa. Mas acredito que seja uma boa escolha para a galera mais novinha.
    Bjs,
    Respire Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi, flor.
    Realmente, é um pouco decepcionante ver livros sobre princesas… O problema é que o oposto também acontece com frequência: livros sobre príncipes. Enfim, não sou muito ligada a essa ideia de realeza. Recentemente, li o novo lançamento da Editora Seguinte: A Rainha Vermelha – adoooooorei a monarquia representada no enredo. Sério, você não irá se arrepender. Imagine uma família real que tem muitos segredos… E uma garota, plebeia, que é uma ameaça. Eu gostei muito da história desse livro, porque (menina) foge do convencional.
    Voltando à sua resenha, nada sabia sobre essa obra, mas confesso que não me interessei por lê-la. Não apenas porque é parecida com A Seleção, mas porque não sou muito ligada no gênero infantojuvenil.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olha nunca li A Seleção mas claro que sei como é a história e cara, muito parecido esse livro. Mesmo sendo pro público mais jovem, não tinha como ser um pouquinho mais original não?! Enfim, não leria, sinceramente.

    Pobre Leitora

    ResponderExcluir
  10. Awmmmmm eu quase comprei esse livro uma vez em promoção.
    Tenho muito interesse em lê-lo. Sei que pode não ser perfeito, mas deve ser uma ótima leitura para passar o tempo.

    ResponderExcluir

Faça uma blogueira feliz deixando um comentário ♥

Editoras Parceiras

Galeria